A Justa Medida

Você se envolve emocionalmente. Tudo parece lindo e perfeito, como são perfeitos e lindos os inícios de relacionamentos. É claro e límpido como a água que, com o passar do tempo, vocês dois se conheçam de forma mais profunda, e dessas experiências virão os prós e os contras do casal:
 
– Vocês passam a entender melhor os gostos um do outro, planejando melhor os programas;
– A tendência é que cada transa seja melhor que a outra, pois sabem de qual maneira farão o parceiro sentir mais prazer;
– Aqueles hábitos que os incomodam começam a ficar mais evidentes, afinal já existem…
 
Enfim, uma série de acontecimentos que os tornam um casal. E são esses acontecimentos que fazem vocês enxergarem se o relacionamento “vai prá frente” ou não. Alguns casos terminam no “Felizes para Sempre Enquanto Dure”. Outros, não. Se você faz parte destes 50% negativos, e está sofrendo de tristeza, saudades, etc., este texto serve para você.
 
Quando terminar um relacionamento, se valorize. Não se sujeite a receber “downgrade”, ou seja, não se torne uma “ficante” do cara depois que tiveram um relacionamento sério. Amiga, resista. Se você enxergar a realidade, perceberá que o teu não dificilmente o abalará, especialmente se o término partiu dele pois ele não te amava mais. Se a intenção era apenas ter sexo com alguém, ele irá atrás de outra e conseguirá, mesmo que ele precise pagar por isso. Acredite, eles agem assim. Não seja a putinha dele (e, desta vez, entenda como algo ruim). Sexo por sexo, você também consegue por aí, e não sai magoada, com esperanças de que há uma chance com o infeliz. Se for para vocês voltarem, um dia, acontecerá. Acredite. Tem gente que só percebe que perdeu algo muitas vezes após um bom tempo sem contato. Sim, conheço gente assim. Amigos de amigas do vizinho que tem um cachorro e um papagaio… mas sei que existe. Não sou uma puritana, dando conselhos de que você faça voto de castidade. Sou uma mulher comum, sugerindo que você faça apenas um voto de amor-próprio.
 
Se este relacionamento envolveu o teu bolso, seja prática. É, existem noivados que acabam mesmo com a existência de um imóvel comprado, mobiliado, convites de casamento enviados e presentes já recebidos. Não hesite: desfaçam todos os negócios o mais rapidamente possível. Se uma casa foi comprada no nome de ambos, ou, por uma merda do destino, apenas no teu – porque o desconto do Governo em projetos habitacionais era maior para a tua renda, que era menor que a dele -, não amoleça acreditando que podem voltar a qualquer momento: sugira imediatamente a venda do imóvel, a repartição justa das mobílias, a devolução dos presentes, a ligação avisando que o casamento foi cancelado. Não prolongue uma dor de cabeça.
 
Por fim, e talvez a parte mais difícil, se não deu certo, não quer dizer que você está fadada a ficar só. Não se feche para o amor. Recolha-se à sua própria solidão, dentro do tempo que julgar necessário, sem se esquecer que o mundo não pára para que você se recupere. Faça programas sozinha, reconheça o que gosta e o que a desagrada, faça tortas daquele livro de receitas da senhora sua avó. E, quando toda a dor tiver passado, ou amenizado, permita-se caminhar novamente, um passo por vez, e reconstruir sua história. Na justa medida, ainda que caquinho por caquinho.

3 pensamentos sobre “A Justa Medida

  1. Nooossa Pimentinha , li o post e fiquei meio chocado ! Sei que existe pessoas muito filha das puta mesmo , caras que se aproveitam de mulheres e as fazem de otarias mais o cara que a trata mal nao merece ter ninguem ao seu lado ! Tudo que fazemos seja bom ou ruim acaba voltando pra nos e cedo ou tarde cada um tem oq merece ! Parabens pela clareza das informaçoes e objetividade Bjos

  2. Ah, Pi! Adorei seu texto! snif! Me identifiquei muito, principalmente no final “Recolha-se à sua própria solidão, dentro do tempo que julgar necessário. E, quando toda a dor tiver passado, ou amenizado, permita-se caminhar novamente, um passo por vez, e reconstruir sua história. Na justa medida.” Sei bem como é. Passei por todas as fases mas, felizmente, já superei. Só não estou pronta pra amar novamente. No momento, estou me curtindo. 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s